KaKá se defende de criticas religiosas de um reporter atéu, e professa sua fé em Jesus

Dois dias depois de ser expulso na partida contra a Costa do Marfim, Kaká apareceu sorridente para dar entrevista coletiva no golfe clube anexo ao QG da Seleção em Joannesburgo - onde mais de 300 jornalistas o esperavam.
Diferentemente dos dias anteriores, quando os jogadores vieram em duplas para "enfrentar" o microfone, Kaká apareceu sozinho, e com 40 minutos de atraso - um problema durante o almoço dos jogadores teria sido o motivo.

Respostas curtas e sorridentes antecederam a pergunta do jornalista André Kfouri, da ESPN Brasil. Kaká mudou. Usou a pergunta para demonstrar sua irritação com a notícia divulgada pelo pai daquele jornalista, Juca Kfouri - cujas fontes médicas garantiram, segundo publicou em sua coluna da "Folha de S. Paulo", ter Kaká a mesma contusão que antecipou a aposentadoria do ex-tenista Guga.Kaká mudou a expressão e mandou seu recado:

"Há algum tempo os canhões do seu pai são disparados contra mim. A artilharia dele está voltada contra mim. Eu queria aproveitar a pergunta para responder às críticas que ele vem fazendo, e o que me deixa triste é que o problema dele comigo não é profissional, mas porque ele não aceita minha religião. Porque eu sou uma pessoa que segue Jesus Cristo. Eu o respeito como ateu, e gostaria que ele me respeitasse como [seguidor de] Jesus Cristo, como alguém que professa a fé em Jesus Cristo. Não só a mim, mas a todos os milhões de brasileiros que acreditam em Jesus Cristo.”



Por Marilia Ruiz

Lembra da caixinha de surpresas com versiculos biblicos? esta é uma versão virtual! Deus vai falar ao seu coração. Que Deus te abençoe rica e poderosamente em nome de jesus!

Loading...